Siga as redes da Tik

O que fazer em Sevilha?

11 de fevereiro de 2016

Publicidade

Sevilha está localizada na região da Andaluzia, no sul da Espanha.

Quando escolhi esse destino, fui meio que na sorte, sem esperar muito, e surpreendentemente, foi simplesmente incrível. E sem dúvida, foi o destino da Andaluzia que mais gostei.

A cidade encantou não só pela beleza, mas também possui um clima super gostoso, é uma delícia para sentar em um bar, ficar vendo o povo passar e comer uns tapas.

Quanto tempo ficar em Sevilha

Nessa viagem, juntei três cidades da Andaluzia, e fiquei em média 2 dias e meio em cada uma.

Na época, achei que o tempo foi suficiente, mas foi corrido. Atualmente (estou refazendo os posts), percebo que poderia ter ficado um pouco mais, assim, faria tudo com mais calma.

Onde ficar?

O hotel que escolhi, foi o Best Western Hotel Cervantes, bem próximo ao centro. A localização dele é muito boa e o quarto super amplo.

A região da Andaluzia, tem muitos becos, e esse hotel era localizado em um. Como boa brasileira e carioca, ficava apavorada, mas fiquem tranquilos, é super seguro.

Quando ir

Eu fui para a Espanha, para passar o réveillon, ou seja, inverno. Sevilha, foi o destino mais quente dessa viagem, o que não significa que não senti frio.

Os dias estavam lindo, ensolarados e durante o dia, dava para ficar sem o casacão, somente com uma blusa de manga comprida. Mas, quando caia a noite, já tínhamos que jogar o sobretudo.

Estava acompanhando a viagem de alguma blogueira para lá no verão, e a vontade dela era ficar no hotel, pois era quente demais. Então, não acho que seja uma época boa.

O inverno lá, foi realmente muito bom, mas se você não gosta de viajar essa época, escolha a primavera ou outono. A primeira estação, os dias são mais longos, e vai de maio a junho, enquanto a segunda, vai de outubro a dezembro, e já com aquele friozinho.

O que fazer em Sevilha?

Logo após o check in no hotel, fui andando em direção ao rio que corta a cidade, o Rio Guadalquivir.

O caminho até lá foi muito charmoso e interessante, passando por bares, restaurantes e lojinhas. Nessa época, não tinha Easy sim for U, era tudo na base do mapa, ou seja, nos perdemos muito durante o trajeto. Apesar de termos perdido tempo, não foi tão ruim, porque a gente descobre uns cantinhos muito legais.

Ao chegar na beira do Rio, já encontrei alguns pontos turísticos, como por exemplo: Plaza del Toros, Torre del Oro e a Ponte Triana.

A Plaza del Toros é o local onde acontecem as touradas. Na arena, dá para fazer visitas guiadas em inglês e espanhol, e elas acontecem de 30 em 30 minutos.

A tourada é algo muito comum na Espanha, mas eu não tinha ideia do seu objetivo. Descobri durante o passeio, na verdade, e fiquei bem chateada, apesar de ter adorado conhecer a arena.

Nessa época, não era temporada, então foi somente a visita mesmo, mas de qualquer forma, não ia aguentar assistir a uma partida. Se você não entende nada de tourada, assim como eu, o objetivo é matar o touro do concorrente.

A Torre del Oro, é um museu naval, com uma vista linda do seu pequeno mirante. Lá do alto, é possível ver um pedaço da catedral e da sua Torre La Giralda.

A ponte Triana é uma das mais importantes, mas acabou que não atravessei no momento que passei por ela e não deu para voltar depois.

O centrinho de Sevilha

O centrinho de Sevilha é puro charme, pois é rodeado por lojas, bares, restaurantes e as laranjeiras, muito comum na região.

Aqui, encontram-se pontos turísticos como por exemplo: a catedral, real alcazar, arquivos gerais da Índia.

A catedral de Sevilha, também conhecida como Catedral de Santa Maria da Sede, é a maior da Espanha e também a terceira maior do mundo. Se você gosta de ver as cidades de cima, vai gostar de subir na La Giralda, isto é, o campanário da Catedral.

Ao visitarem o real alcazar, vão com tempo, pois é um complexo palaciano e enorme, muito bonito mesmo.

O arquivo das índias é onde estão guardados todos os documentos referentes as colonias espanholas. Aqui, a entrada é DE GRAÇA.

Outros passeios

Dependendo do tamanho do destino, gosto de pegar ônibus de turismo. As vezes, funciona muito bem, outras vezes, nem tanto. No caso de Sevilha, foi ótimo,  porque me levou à um dos parques mais lindos da vida, a Plaza de España.

Essa praça tem formato de meio círculo e fica em frente ao parque Maria Luisa, um dos maiores da cidade.

A casa de Pilatos, um palácio construído em 1490, com as acomodações das famílias Enríquez e Ribera. Para visitar o segundo andar, onde as famílias viviam, somente com visita guiada em inglês ou espanhol. No primeiro andar, há jardins, pátios e salões.

Um dos lugares mais legais é o  Metropol Parasol. É uma construção super moderna, na área antiga da cidade, causando um super contraste. A construção do mirante terminou em 2011.  Ele possui 4 pisos. O primeiro com um antiquário com vestígios arqueológicos romanos e árabes. O segundo, é um mercado central. Enquanto os dois últimos, são dedicados ao mirante, e em um deles, está o restaurante.

Por fim, o programa mais típico de todos: show de flamenco. Compramos o show com o jantar, reservamos em cima da hora e o que eu achei mais legal, foi que falamos que meu namorado era alérgico a algumas coisas e eles mudaram o menu dele, mas não façam isso. Reservem com antecedência aqui.

Novamente, sentimos um pouco de medo na cidade. Resolvemos ir caminhando, porque era perto, mas os becos e algumas áreas escuras nos assustaram. Mas repito, isso é medo de carioca, porque é tranquilo.

Passeio imperdível

A Espanha foi dominada pelos mouros, árabes que se instalaram na península Ibérica. Por isso, a arquitetura da Andaluzia possui muita influência árabe.

A região é cheia de Hammam, que são banhos árabes, então, fomos ao Aire de Sevilha. Um lugar maravilhoso, com várias piscinas e massagens. Não reservei com antecedência e me ferrei. Não dava mais para fazer massagens, pois não tinha horário, tivemos que ficar só com os banhos.

Eles possuem diversas piscinas com diferentes temperaturas e sauna, e podemos ficar lá o tempo que acharmos necessário. Não sabia que ia naquele dia e não fui preparada, mas eles possuem roupa de banho, toalha, enfim.. tudo que precisamos.

Como sou bem nojentinha com essas coisas, fiquei morrendo de agonia em usar. Mas ou eu usava ou perdia a oportunidade do passeio, então acabei encarando e foi bem legal.

Para comer

A comida em Sevilha é muito gostosa, em toda esquina tem um restaurante bonitinho para escolher. Mas pertinho do hotel, tem um lugar chamado Alameda Hercules, uma praça com restaurantes ao redor.


E aí, gostou? Então, veja também outros posts dessa viagem:

Granada,

Córdoba,

Madrid

Não fique por fora das novidades!

Ir para o topo

2023 © Tik de Viagem. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Outlab.